07.02.20

Fevereiro é o mês de combate ao câncer infantil

Foto: Crédito da Foto: Divulgação

No Brasil, o câncer infantojuvenil é a enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 01 a 19 anos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca)

Fevereiro é o mês de combate ao câncer infantil

O mês de fevereiro, com os dias Mundial do Câncer (04) e o Internacional da Luta contra o Câncer na Infância (15), é dedicado para alertar sobre a doença e promover a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce. 

O Instituto Ronald McDonald (IRM), organização sem fins lucrativos, atua há mais 20 anos para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil e aumentar as chances de cura da doença aos mesmos patamares dos países com alto Índice de Desenvolvimento Humano.

No Brasil, o câncer infantojuvenil é a enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 01 a 19 anos, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Investimos no programa Diagnóstico Precoce. Nossa ideia é trabalhar para que mais crianças cheguem ao hospital no estágio inicial da doença, diminuindo os custos para o tratamento e aumentando as chances de cura", explica Carla Lettieri, Coordenadora de Programas e Projetos no Instituto Ronald McDonald.

Nas localidades em que profissionais foram capacitados, os resultados do programa Diagnóstico Precoce apontaram os seguintes indicadores: aumento de 23% nos encaminhamentos de crianças e adolescentes com suspeita da doença para um serviço especializado, e diminuição de 61% (de 13 para 5 semanas) do tempo de trajetória da criança entre a suspeita e o diagnóstico.

No Brasil, o tempo entre a percepção de sintomas e a confirmação diagnóstica do câncer infantojuvenil é longo e por isso muitos pacientes chegam ao tratamento em fase avançada da doença. De acordo com pesquisa realizada pelo Inca - Instituto Nacional do Câncer, cerca de 80,8% dos pacientes que iniciaram o tratamento da doença chegaram ao hospital sem diagnóstico.